Historia


Berg Guerra O Fenômeno Amazonense

Historia

Na infância e na sua adolescência tinha vontade de ser cantor e jogador de futebol. A primeira opção veio por conta do talento nato. A segunda, por influência do irmão mais velho, Ninimberg Guerra, atacante do time do Botafogo, em 1983. E ao seu nome artístico dedicou ao seu irmão que disse que jamais deixaria de apagar esse nome na memória das pessoas. A identificação com músicas românticas surgiu simultaneamente ao início da carreira da dupla Zezé di Camargo & Luciano.
Antes de enveredar pela carreira artística tentou a vida como jogador de futebol no Rio de Janeiro, porém se desmotivou pela morte de seu irmão e retornou a sua terra Natal.
Nas tentativas de se tornar famoso, formou várias duplas, gravou CDs e foi atrás do sucesso em São Paulo, mas não deu certo e voltou a Manaus, tentou ate arrumar um emprego, mas não deu muito certo, "O meu destino é ser cantor", afirma. Foi convidado para ser cantor em uma banda de forró, mas não gostava muito e foi ai que inovou o bolero/pop, colocou um ritmo mais pra cima, com letras sertanejas que o pessoal quase nem ouvia e foi quando surgiu depois de 15 anos o sucesso MI VIDA.
O cantor amazonense trouxe em seu repertório dois estilos musicais, o Bolero e o Brega, com direito a canções que marcaram época desde os anos 80. O fenômeno do Amazonas, como é chamado, iniciou carreira cantando em bares e restaurantes do interior do Estado e acabou conquistando público de várias idades, de crianças a o público da melhor idade.
Berg Guerra tem mais de 15 anos de carreira e foram lançados três CDs no qual surgiu o augi do Fenômeno Amazonense. Em conseqüência do sucesso fez o DVD Oficial, gravado no casa de show NA GINGA em 2006, no qual reúne 22 músicas, a maioria grandes regravações do brega e bolero e uma composição do próprio cantor (Vamos Beber). Além desse DVD, há os piratas e os gravados recentemente com as novas músicas arrochadas.